Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Melhor Amiga da Barbie

21
Jul16

Cadernos de Viagem By American Tourister. Viagem a Oriente - 3

Ana Gomes

image.jpeg

 

Como vos contei no último Caderno de Viagem seguimos viagem para Ubud. 

Objectivo : aula de culinária e fazer yoga. Tudo cumprido! 

 

Como previsto deixámos grande parte da bagagem no hotel em Canggu e levámos a mochila da American Tourister com os super básicos para três dias. No caminho passámos numa das mil lavandarias que existem em cada esquina e deixámos alguma roupa a lavar. Apesar de serem poucos kms - cerca de 30km - a viagem é MUITO cansativa. O trânsito é indescritível, as estradas más estão longe das que consideramos más em Portugal e isso torna os caminhos um pouco mais duros. 

Optámos por não marcar nenhum hotel: procurei duas ou três referências no Agoda e no Booking e foi essa a morada que pusemos no GPS. Acabámos por desistir da primeira opção ( ficava bastante mais cara do que o que tínhamos previsto gastar ) e seguimos para uma outra morada que acabou por se revelar um pequeno paraíso. 

Mas voltámos ao principio: quando cheguei a Ubud pensei... "oh não... quero voltar para canggu". Estou a ter alguma dificuldade em adaptar-me positivamente aos novos lugares. Mas lá está... a estranheza tem durado pouco mais de umas horas. 

Devidamente instalados começámos a explorar Ubud a caminhar... primeira curva, primeiro encanto : um mercado ao ar livre. As lojas dedicadas ao yoga multiplicavam-se em cada esquina, o ambiente era de facto diferente e um pouco mais zen. Não chegámos a visitar o templo dos macacos: choveu bastante durante a nossa estadia. Mas passámos lá à porta e deu para perceber que quem manda naquele quarteirão são efectivamente os bichos! Marquei uma aula de culinária local para a manhã seguinte e nessa noite ainda jantámos num restaurante encantador em cima de uma plantação de arroz! 

 

Sábado o despertador tocou às 7 da manhã e o dia começou com um pequeno-almoço em contra-relógio em cima da piscina do nosso "hotel". Passado uma hora estávamos a mergulhar no impressionante mercado de Ubud. O principio da aula de culinária pressupunha um primeiro contacto com os ingredientes. O meu estômago começou-se a contrair à medida que avançava pelo meio da confusão do mercado... penso que a chuva não ajudou mas a quantidade de bichos que se passeava entre as leguminosas e a fruta era mesmo impressionante. 

Apelei ao meu bom-senso e tentei-me abstrair disso durante a aula. Claro que cozinhámos numa casa particular, num páteo sem a confusão ou a misturada do mercado. Logo a abstracção foi a melhor arma para não desistir. Adorei aprender a preparar alguns pratos típicos, preparar os alimentos, apurar os temperos e no final almoçar o que cozinhámos! Foi uma manhã longa mas muito enriquecedora ( e que já me valeu vários desafios culinários ). Como expliquei que não comia carne adaptaram receitas para mim e fizeram questão que não preparasse nenhum dos pratos com galinha. Prometo que depois partilho algumas receitas convosco ;) 

image.jpeg

 

image.jpeg

 

image.jpeg

 

image.jpeg

 

image.jpeg

 

Domingo também foi dia de madrugar! Aula de Yoga no sitio mais incrível para a prática! Uma sala completamente integrada na natureza onde pudemos ouvir o rio a correr o tempo todo. No final? Um sumo verde de cortesia! A aula custou 120 mil rupias ( cerca de 10€ ) e valeu o investimento :) Escolhemos o Taksu Yoga por ficar perto do nosso alojamento e por ter bons feedbacks. 

IMG_0041.JPG

 

IMG_0052.JPG

 

IMG_0063.JPG

 

IMG_0147.JPG

 

IMG_0149.JPG

 

IMG_0158.JPG

 

IMG_0169.JPG

 

IMG_0176.JPG

 

IMG_0228.JPG

 

Passeámos o resto da tarde. Kms e kms a contornar a chuva e a caminhar por Ubud. Até que... uma placa na rua me chamou a atenção! Estava escrito Paradiso e por baixo "cinema / organic and raw food". Pedi ao Tiago para entrar comigo naquela rua e tentar encontrar o tal Paradiso... e encontrámos. O espaço é super simples mas senti que valeria a pena passar ali algum tempo. O filme das 19h era o Danish Girl que nenhum de nós tinha visto e acabámos por comprar bilhetes... 50 mil rupias cada que se podiam reverter em comida no bar. Corremos para casa para um duche e em 20 minutos estávamos de volta para uma das melhores refeições que comi por cá ( e olhem que tenho comido maravilhosamente ). Quando entrei na sala de cinema nem queria acreditar... as cadeiras eram uma espécie de espreguiçadeiras/sofás enormes... Experiência MARAVILHOSA. 

 

Em Ubud também visitámos o Rice Terrace, o Holy Spring Water Temple ( onde me atrevi a fazer o ritual de purificação ) e uma plantação de café. No nosso último dia em Ubud acordámos para mais um temporal e decidimos pedir ao senhor que nos levou a fazer esta pequena tour ( e que tinha sido o motorista para a aula de culinária ) e pedir-lhe para nos levar aos famosos armazéns e a uma parte mais "local" e menos turística. A verdade é que fazer a viagem de volta para Canggu de mota com aquele tempo seria impensável. 

Almoçámos com ele em mais um dos "spots" locais que não aparecem nos gps e no final do dia fizemo-nos à estrada. Foram duas horas longas de caminho... já em Canggu apanhámos as nossas malas, a roupa que tinha ficado na lavandaria, comemos uns fresh spring rolls no restaurante vietnamita da rua do hotel e apanhámos um táxi para o Uluwatu. É por aqui que temos andando nos últimos dias. E sim... o tempo só voltou a melhorar hoje. 

image.jpeg

 

image.jpeg

 

image.jpeg

 

image.jpeg

 

image.jpeg

 

 

 

 

Reencontrámos o Tiago e a Nadine ( com quem temos partilhado momentos óptimos ) e fomos explorar esta zona. Chegar no primeiro dia de lua cheia valeu-nos uma full moon party na praia de Padang! Dançar com o pé na areia, há maior sensação de liberdade?

Infelizmente a viagem deles está a terminar... ontem fomos juntos até Kuta ( a parte mais "cidade" de Bali ) onde vão ficar até se irem embora e andámos a explorar aquelas ruas labirínticas. 

Hoje acordámos com sol ( finalmente ) e fomos até Bingin. A praia é paradisíaca e requer um óptimo trabalho de pernas para subir e descer uma escadaria que termina numa areia branca e num mar apetecível. Seis horas de praia ( nem me lembro da última vez que fiquei tanto tempo no areal ) e um jantar mágico com o por do sol. Quinta-Feira é noite de música ao vivo no Cashew Tree e foi lá que terminámos a noite. 

 

Para já o plano é explorar as praias desta zona. Há muitoooo para ver! Estou mesmo feliz por estar a viver esta experiência. Curiosamente não penso nesta viagem como umas férias gigantes... mas antes como um momento de aprendizagem e de descoberta. 

 

 

*Estes cadernos de viagem são escritos com o apoio da American Tourister.

 

Podem saber mais sobre a marca nas seguintes plataformas : 

Facebook;

Instagram;

Loja Online;

Ou nos hashtags : #AmericanTourister #MyAtStyle 

 

 

PS - A Internet que tenho não me está a deixar fazer upload de mais fotos... prometo que amanhã procuro outro lugar para conseguir fazer upload de todas as fotos!  

 

 

21
Jul16

Na minha mala : Fato de Banho Ekena Bay.

Ana Gomes

image.jpeg

 

Já vos falei aqui no blog da Ekena Bay

 

Na altura fiquei mesmo impressionada com os padrões : muito diferentes, exóticos e marcantes. Plus? Marca portuguesa! 

Mas os meus olhos brilharam para este fato de banho. Tem um corte incrivel.

Grande parte da minha mala foi roupa de praia, sendo que mais de metade dessa roupa foram bikinis e fatos de banho. Claro que este da Ekena Bay veio comigo ( estava mortinha por estreá-lo ) e mergulhou comigo nesta piscina maravilhosa em Ubud aqui em Bali. 

 

image.jpeg

 

image.jpeg

 

image.jpeg

 Podem espreitar a colecção aqui neste link. A campanha foi protagonizada pela lindissima Carolina Loureiro :) 

20
Jul16

Pequeno-almoço :

Ana Gomes

image.jpeg

 

Come-se absurdamente bem por estes lados. Convenhamos : não é comida típica ( isso temos deixado para os jantares ) mas a quantidade de lugares com comida saudável é tanta que há motivo para nos inspirarmos. Por aqui as refeições locais são as 3 iguais ( quando pensamos numa família típica de trabalhadores ) : arroz cozido com legumes tofu ou galinha. Sim : pequeno-almoço, almoço e jantar. Isso faz-me acreditar que os "nasi goreng" ( arroz com legumes frito e servido com ovo por cima ) não é propriamente uma comida típica mas antes uma espécie de fast food gulosa que até os locais comem. Este pequeno almoço de hoje ( na foto ) nada tem de típico. Mas tem tudo de bom ( e que delicia que estava )!

15
Jul16

Bom Dia Mundo. ( mensagem de paz )

Ana Gomes

image.jpeg

 

Bom Dia! Que madrugada triste em Nice. Precisamos de Amor sim... Mas também de muito respeito pela individualidade de cada um. É necessário valorizar o ego - naturalmente - mas é fulcral respeitar o mundo e quem pensa e vive diferente de nós ! Não temos de viver com quem não queremos, não devemos viver com quem nos faz mal, mas devemos encontrar um caminho de paz longe das divergências ideológicas ❤️

PUB

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia

Mudar a Anemia

Embaixadora Prevenção da Anemia

No instagram

@amelhoramigadabarbie

Fitlife

@amelhoramigadabarbie_fitlife

Playlist Spotify

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D